A historia de Alcoolicos Anonimos

Esse material foi gerado pelo G.S.O  Archives e a locuçao feita por um voluntario brasileiro provavelmente entre os anos de 1950 e 1960 e sua origem em nosso acervo ainda não está completamente esclarecida. Pode ser uma iniciativa de narração de um voluntário sobre um filme original do G.S.O. - General Service Office de Alcoolicos Anonimos nos EUA/Canada

  CAHistvideo01

aa12

Em comemoração ao aniversário de 70 anos no Brasil, Alcoólicos Anônimos promove um importante encontro entre os profissionais de diversas áreas a fim de estimular a discussão sobre a Doença do Alcoolismo e seu impacto na sociedade.

Palestrantes do dia 01/09

Ruy CastroRuy Castro
Escritor e Jornalista

É escritor, autor de biografias e livros de reconstituição histórica, como "O anjo pornográfico" e "A noite do meu bem", e jornalista, com passagens pelos principais veículos da imprensa carioca e paulistana. Atualmente é colunista da página 2 da "Folha", escrevendo às segundas, quartas, sextas e sábados. Mora no Rio.

Steve ePontoSteve ePonto
Creative Strategist no Facebook

Especialista no desenvolvimento de narrativas para meios móveis. Iniciou sua carreira na criação e produção de áudio-visual. Ao longo da sua tragetória por produtoras de filmes e agências de publicidade, adquiriu a habilidade de utilizar os meios digitais para desenvolver histórias e experiências capazes de conectar pessoas e marcas. Hoje em dia, trabalha no Creative Shop, departamento do Facebook responsável por inspirar e provocar marcas e agências a criarem experiências de grande impacto nas suas plataformas.

Fernando PalandiFernando Palandi
Diretor Sênior de Arte da J Walter Thompson – S. P.

Formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e um dos criadores do chatbot no Facebook "Amigo Anônimo" – que foi premiado em Cannes e  que auxilia alcoólicos a buscar ajuda em Alcoólicos Anônimos.

Dr. Mário Sérgio SobrinhoDr. Mário Sérgio Sobrinho

Procurador de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo, Membro não alcoólico da Junta de Custódios de Alcoólicos Anônimos (AA) do Brasil, Mestre e Doutor em Processo Penal pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Membro do Grupo de Trabalho Integrado Drogas e Álcool, criado pela Procuradoria Geral de Justiça pelo Ato n° 100 de 24 de maio de 2017,Foi bolsista do Programa Humphrey em 2010-2011 (Especialização em Abuso de Substâncias Químicas e Tribunais de Droga), Atuou no Programa de Justiça Terapêutica da Promotoria de Justiça Criminal de Santana de 2002/2012, Conselheiro da Fundação Porta Aberta (FPA) que trabalha com a reinserção social e profissional gradativa de pessoas em uso abusivo de álcool e outras drogas, Autor do artigo "Justiça Terapêutica e Corte de Drogas. Relato da trajetória de um bolsista do Programa Humphrey", publicado na Revista de Ciências Penais, vol. 16, jan-jun. 2012, Co-autor, juntamente com José Roberto Rochel de Oliveira, do capítulo sobre Justiça Terapêutica publicado no livro Drogas Aspectos Penais e Criminológicos (Editora Forense), Autor do livro "A Identificação Criminal", Editora Revista dos Tribunais.

Dra. Jaira Freixiela Adamczyk – MscDra. Jaira Freixiela Adamczyk – Msc
Presidente da Junta de Serviços Gerais de Alcoólicos Anônimos do Brasil, Custódia Não Alcoólica Classe A.

Psicóloga, Assistente Social, Terapeuta de Família e de Casal, Mestre em Tratamento e Prevenção às Drogas pela     Universidade Del Salvador -Argentina, Pós-Graduada em Saúde Pública - UNAERP -SP, Pós-Graduada em Administração Pública – UNOESC – SC, Criadora do Programa de Prevenção às Drogas da Universidade do Contestado– UnC - SC, Diretora Técnica do Instituto Humanizare – SC, Trabalha há mais de 30 anos na área da Dependência Química.

Recuperação ao alcance de todos

 

Nem sempre é fácil reconhecer quando temos um problema. Quando este problema está cercado de estigmas, pode se tornar ainda mais difícil buscar ajuda. É o que acontece com pessoas que sofrem de alcoolismo. Mas, graças a um robô criado no messenger, a ajuda pode ser ainda mais acessível.

O robô, apelidado de Amigo Anônimo, foi criado para permitir que mais pessoas vençam a barreira inicial de entrar em contato com o serviço. Isso porque, ao invés de falar com uma pessoa, elas poderão expor suas dúvidas para um robô.

O mecanismo ajuda os usuários a identificar potenciais problemas com a bebida e oferece asprimeiras orientações para lidar com a doença, além de servir como suporte em momentos de recaídas. A conversa busca incentivar as pessoas a ir a uma unidade presencial do AA para receber apoio individualizado e atendimento completo. Para isso, o robô também fornece horários de atendimento, grupos de emergência e endereços próximos.

imagem00