Destaques Passe o mouse sobre a imagem

englishmeeting

aamulheres


e newsletter icon

Inventário da Vivência!

 

Agradecemos por participação e interesse! Divulgaremos os resultados nas próximas edições da revista e dos informativos da JUNAAB. Esperamos aproveitar muitas sugestões para fortalecer e melhorar nossos periódicos!

(Comitê de Publicações Periódicas).

  

 

Login Form

A origem de Alcoólicos Anônimos -10 de junho de 1935

 

Bill W. e o Dr. Bob encontraram-se pela primeira vez em 12 de maio de 1935, quando Bill W., tratou de procurar outro alcoólico para conversar e  superar a tentação para beber por causa da solidão e do fracasso no negócio que foi realizar em Akron, Ohio. O encontro aconteceu na casa de Henrietta Seiberling quando Bill W., sóbrio havia cinco meses, explicou ao Dr. Bob - um bêbado inveterado já desistindo de procurar solução -  a natureza exata da condição comum aos dois. Conforme lhe havia descrito o Dr. William D. Silkworth  – médico de Nova York -  se tratava de uma doença caracterizada por uma obsessão mental seguida de alergia física. Dr. Bob subitamente compreendeu o que lhe afligia e que como médico, nunca tinha pensado na possibilidade. Passadas mais de cinco horas de compartilhamento e reciprocidade produziu-se a identificação entre os dois alcoólicos que, falando de si, um para o outro, conseguem manter-se afastados da bebida, e desta constatação deriva toda a proposta de A.A. Após esse encontro, Bill W. ficou hospedado na casa do Dr. Bob em Akron, onde acompanhou os esforços do Dr. Bob para manter a sobriedade, até a sua volta para Nova York dois meses depois.

 

Algumas semanas depois daquela data, o Dr. Bob foi participar da Convenção Médica Americana Anual em Atlantic City, Nova Jersey. Durante a viagem e na Convenção bebeu o tempo todo e, ao voltar para casa dias depois, foi recolhido pela enfermeira do seu consultório e o marido dela na estação ferroviária de Akron totalmente bêbado; o apagamento durou mais de 24 horas e levou três dias para curtir a ressaca. Após esse evento,  Dr. Bob tinha agendada uma operação cirúrgica no hospital onde trabalhava na especialidade de proctologia; Bill observou que não teria condições de segurar o bisturi devido à tremedeira e ofereceu-lhe uma garrafa de cerveja. A operação foi bem sucedida e aquela cerveja foi a última bebida alcoólica que o Dr. Bob tomou pelo resto da sua vida. O Dr. Bob morreu sóbrio, em 16 de novembro de 1950. Embora tenha havido outras datas importantes na historia de A. A. e a data específica tenha sido consensual, devido a este fato – o último gole do Dr. Bob - é de acordo geral que a Irmandade de Alcoólicos Anônimos começou lá, em Akron, no dia 10 de junho de 1935.

 

No dia seguinte, o Dr. Bob propôs a Bill trabalharem juntos ajudando outros alcoólicos. Em 28 de junho abordaram Bill D., advogado, internado por alcoolismo pela sexta vez nos últimos quatro meses, veio a ser o AA nº 3. Nunca mais voltou a beber e continuou a ser um membro ativo de A.A. até sua morte. O Anônimo Número 4 não demorou a aparecer. Foi no final de julho e seu nome era Ernie G. de apenas 30 anos de idade e “jovem demais” aos olhos dos padrinhos. Ernie permaneceu sóbrio durante um ano. Embora tivesse problemas com a bebida pelo resto da vida, sua sobriedade inicial desempenhou papel importante naqueles tempos de pioneirismo. O 5º AA foi Phil S. que ficou sóbrio depois de ficar internado por oito dias ;  duas semanas depois voltou a embriagar-se, foi preso e condenado a 30 dias de cadeia; foi libertado por intermediação de Bill D. após concordar em ficar sob vigilância do Dr. Bob.

 

Aos poucos se foram juntando outros alcoólicos, e começaram a se reunir todas as quartas-feiras à noite na casa de T. Henry e Clarace Williams em Akron - onde também se reuniam os membros do Grupo de Oxford, formando, assim, o Grupo Número Um de A.A.- embora à época, o nome Alcoólicos Anônimos ainda não tivesse sido escolhido, fato este, que somente viria acontecer em 1939.

 

 [email protected]

CAHist - Comitê de Arquivos Históricos- JUNAAB